Kristen Stewart no filme Café Society, de Woody Allen

Reprodução Kristen Stewart no filme Café Society, de Woody Allen

Kristen Stewart se tornou um ícone para adolescentes quando estrelou a franquia Crepúsculo no cinema. A fama só cresceu com o namoro que saiu das telonas para a vida real com Robert Pattinson. A obsessão dos fãs, porém, foi por água abaixo com o fim do relacionamento em 2012, quando a atriz foi flagrada aos beijos com Rupert Sanders, diretor de Branca de Neve e o Caçador, com quem estava trabalhando na época. Em entrevista à revista Variety, Kristen lembrou da época a qual se refere como “o escândalo”.

A atriz sempre foi muito reservada com sua vida pessoal, mas, naquele momento, se viu obrigada a até emitir um comunicado pedindo desculpas. “Mulheres são muito críticas umas com as outras. É algo muito inato, instintivo, algo meio animal”, disse ela sobre a cobrança por explicações na época. Enquanto Kristen ainda namorava com Pattinson, Sanders já era casado com a modelo Liberty Ross.

Sobre o impacto do escândalo na sua carreira, ela define o episódio apenas como um “incômodo”, mas algo que ela sabia que não podia ferir seu trabalho. Embora Kristen tenha sido afastado da sequência do filme, ela afirmou não ter nada a ver com a polêmica.

“Não foi uma situação de ser demitida porque me meti em confusão. Falamos durante meses sobre fazer algo sobre o filme e não chegamos em lugar nenhum”, explicou.

Kristen Stewart está no novo filme de Woody Allen, Café Society, que foi selecionado para abrir o festival de Cannes neste ano.

 

Fechar X
Sem mais artigos