Morrissey

Divulgação Morrissey

O ex-vocalista do The Smiths Morrissey acusou um policial italiano de ter apontado uma arma contra seu rosto em Roma. Ele disse que foi “intimidado” pela autoridade policial, que o segurou por meia hora. “Eu acredito que ele me reconheceu e quis me assustar”, afirmou o cantor, em um comunicado.

“Pedi que as pessoas tivessem cuidado com aquele policial perigoso e agressivo. Ele pode matar você”, completou.

Sam Esty Rayner, sobrinho do cantor, em postagem no Facebook, também falou sobre o caso. “O policial gritava muito alto e rapidamente cerca de 100 pessoas se reuniram para ver o que estava acontecendo”, afirmou.

“Depois de 35 minutos, Morrissey saiu andando e o policial não o seguiu”, escreveu o rapaz. “Isso foi um ato deliberado de terror”, completou. No post, o parente do astro, que é fotógrafo, disse que o policial não tinha identificação, mas deu o número da moto e a placa.

Fechar X
Sem mais artigos