(Foto: Virna Santolia) Preta Gil no ‘Torcida Brasil’

[Por Roseane Santos]

Preta Gil causou polêmica ao colocar uma foto de biquíni em seu Instagram na última semana. Com mais de cinco milhões de seguidores, a cantora é um sucesso nas redes sociais por assumir suas formas fora dos padrões de beleza. “Nosso corpo não tem nada de pior ou de melhor. É um absurdo as pessoas ainda ficarem chocadas”, diz ela.

Pouco antes de começar o show que fez nesta quarta, 27, na Marina da Glória, no Rio de Janeiro durante o evento Torcida Brasil, Preta conversou com o Virgula e contou como quer ajudar as mulheres que têm auto-estima baixa.

Virgula: Você esperava tanta polêmica com a foto que postou de biquíni?

Preta Gil: Eu acho um pouco absurdo uma foto minha de biquíni gerar tanta polêmica. Isso deveria ser normal. Gerou muita admiração e muita polêmica. As pessoas ainda se chocam muito com uma mulher gorda colocando uma foto de biquíni. Isso não deveria ser um choque e sim algo completamente natural. Nós, todas as mulheres podemos postar fotos assim. Nosso corpo não tem nada de pior ou de melhor.

Mas o preconceito contra uma gordinha ainda é forte?

Infelizmente as mulheres foram criadas dentro de uma sociedade que impôs muitas regras. Você não pode ser gorda, não pode ter celulite e nem estrias. Eu nunca segui nenhuma regra e sempre fui fora de todos os padrões.

E o que sente de suas seguidoras? Muita gente ainda se esconde?

Muita gente, mas muita mesmo se esconde e isso traz mazelas muito fortes para as mulheres. Elas ficam aprisionadas e não são felizes. Elas se colocam para baixo e tem uma auto-estima muito baixa. Isso não é fundamental para a nossa existência. Precisamos aprender que isso aqui é uma passagem e que enquanto estivermos aqui vamos ser feliz.

Mas você não faz apologia à gordura. Parece uma mulher que se cuida, vaidosa…

Não. Eu sou muito saudável e corro muito atrás para me manter assim. Eu preciso de disposição e de estrutura física e emocional. Eu me cuido, faço dieta e pratico exercícios físicos. Aquele corpo que apareceu na foto com todas as celulites é o fruto das escolhas que fiz na vida.

Mas sempre foi assim? Também não entrou em crise?

Durante muito tempo eu tentei me esconder, durante muito tempo eu não gostei. Agora me libertei. Assim como eu, muita gente pode se libertar. Agora, não é fácil. É um caminho árduo. Se eu puder influenciar algumas mulheres a encurtar esse caminho, vou fazer. Na minha adolescência era bem magra e quando comecei a engordar com uns 15 anos, não tinha essa representatividade. Então, eu tentei emagrecer, tentei entrar nesse jogo de ficar magra, mas fui infeliz.

Fechar X

 

Fechar X
Sem mais artigos