Fechar X

Que a seleção da Alemanha está adorando o Brasil, todos sabem desde o começo. Que eles fizeram um clipe demonstrando todo o afeto com o país com o fundo da música Tieta, de Caetano Veloso, nós também já sabemos. Mas, segundo a coluna de Ancelmo Gois, no jornal O Globo, quem não gostou nada da atitude dos alemães foi a empresária Paula Lavigne, que disse que a música foi usada sem autorização. Nesta quarta-feira (09), o site da seleção que hospedava o clipe retirou ele do ar.

Paula Lavigne, que trabalha com direitos autorais e é do grupo Procure Saber, que ficou famoso no caso das biografias ao qual propunham que os biógrafos deveriam pagar para os biografados, disse para o jornal que não só não foi notificada como iria fazer um pedido formal de explicações do caso.

A música Tieta, no clipe alemão, era cantada por Margareth Menezes que declarou para O Globo que tinha se sentido honrada pela escolha.

Para a página do clipe fora do ar no site da seleção, clique aqui, para vê-lo ainda no Youtube, clique aqui.

Fechar X
Sem mais artigos