Está aberta a época de listas. Melhores álbuns, filmes, os mais sexys, os mais ricos, os mais influentes, e os mais poderosos. A última, que acabou de sair do forno, é a lista das pessoas mais poderosas na mídia britânica, de acordo com o jornal Guardian (aqui). E quem do mundo pop quebrou a internet na terra da rainha Elizabeth? Kim Kardashian? Que nada, ela ficou em último lugar. Já Taylor Swift está cada vez mais rica, ela é poderosíssima e ficou em 10º lugar.

A classificação pode não parecer lá grande coisa, mas a lista do Guardian é composta por executivos de grandes sites e empresas, o que faz a colocação da cantora, um grande feito. Para se ter ideia, os primeiros colocados foram: Larry Page, cofundador e chefe executivo do Google, Mark Zuckerberg, fundador e chefe executivo do Facebook, e Tim Cook, chefe executivo da Apple. Sacou qual é a pegada?

Por que Taylor Swift? O Guardian responde: “Aos 24 anos, e com uma fortuna estimada em R$ 165 milhões, Swift já vendeu mais de 30 milhões de álbuns. Mas ela chamou a nossa atenção quando retirou suas músicas do catálogo do Spotify, colocando em pauta a questão da remuneração do artista”.

Outros nomes pops da lista são PewDiePie (20º), dono de um canal do YouTube com nada menos do que 32 milhões de inscritos, Russell Brand (37º), Benedict Cumberbatch (50º), David Lynch (67º), Jamie Oliver (77º), Lena Dunham (92º) e Kim Kardashian (100º).

Fechar X

 

Fechar X
Sem mais artigos