Vanessa Giácomo vive pela primeira vez uma vilã clássica na pele da secretária Aline, amante de César (Antonio Fagundes), na novela Amor à Vida, da TV Globo. Em entrevista para o jornal Extra, deste domingo (22), ela não poupou críticas às atitudes de sua personagem.

“Achei ótimo quando soube que ela era chamada de secretina no Twitter. Aline é uma cretina mesmo. O pior tipo de mulher é a sonsa, né? Se faz de boa moça, prestativa… Isso irrita. Mulher reconhece esse tipo. Mas tem homem que cai, que acha mesmo que a moça é boazinha. Homem cai nessa furada”, contou a atriz.

Na trama de Walcyr Carrasco, Pilar (Susana Vieira) perdoou várias traições do marido Cesar, até ser trocada por Aline. Na vida real, a intérprete da vilã não aceitaria essa situação: “Se eu tenho respeito pela pessoa, não vou admitir que ela faça nada. Sou superfiel. Um relacionamento tem que ter admiração. Quando paro de admirar, não dá mais”.

Aos 30 anos e mãe de dois filhos, Raul, de cinco anos, e Moisés, de três, de seu antigo relacionamento com o ator Daniel de Oliveira, ela diz não temer o envelhecimento: “Eu não tenho o menor problema com a velhice. Acho que cada fase é uma fase mesmo. A gente tem que aproveitar, saber curtir, lidar com ruga, cabelo branco… Acho que é normal, natural da vida”.

Fechar X
Sem mais artigos