‘Evito redes sociais pela mesma razão que evito as drogas’, diz pioneiro da tecnologia

Fabiano Alcântara

Por

Atualizado em 30/11/2017

Jaron Lanier

Divulgação Jaron Lanier

Leia mais

Apontado como uma das vozes mais respeitadas do mundo tecnológico por uma reportagem da BBC, Jaron Lanier ajudou a criar o mundo digital que vivemos e cunhou o termo “realidade virtual”, nos anos 1980.

Lanier, que acaba de lançar o livro The Dawn of the New Eveything (“O Despertar de Todas as Novas Coisas), afirmou que evita as redes sociais.

“Evito as redes pela mesma razão que evito as drogas – sinto que podem me fazer mal”, afirma. Ele, que nunca usou drogas, manifestou preocupação com efeito o “psicológico: do Facebook sobre os jovens.

“As pessoas mais velhas, que já têm vários amigos e perderam contato com eles, podem usar o Facebook para se reconectar com uma vida já vivida. Mas se você é um adolescente e está construindo relacionamentos pelo Facebook, você precisa fazer a sua vida funcionar de acordo com as categorias que o Facebook impõe. Você precisa estar num relacionamento ou solteiro, tem que clicar numa das alternativas apresentadas”, afirma.

“Isso de se conformar a um modelo digital limita as pessoas, limita sua habilidade de se inventar, de criar categorias que melhor se ajustem a você mesmo”, ressalta.

Ele também critica Facebook, Google, Twitter e e outros sites que usam dados de usuários. “Existem dois tipos de informações: dados a que todas as pessoas têm acesso e dados a que as pessoas não têm acesso. O segundo tipo é que é valioso, porque esses dados são usados para vender acesso a você. Vão para terceiros, para propaganda. E o problema é que você não sabe das suas próprias informações mais.”

Sugerir correção

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários