Os rumores da produção de um telefone do Google, já apelidado de “Google Phone”, caíram por terra com a informação de que a empresa produzirá um sistema operacional de código aberto para dispositivos móveis em vez do telefone em si.

O portal também pretende desenvolver um navegador e alguns outros aplicativos – todos open source e com lançamento previsto para 2008.

O lance é estratégico por dois motivos: Além de explorar todo o potencial publicitário da telefonia móvel, o Google também mostra cautela ao concentrar esforços em seu ponto forte, os softwares, quando poderia “queimar” a marca produzindo hardware num mercado de concorrência feroz sem ter muita experiência – vale lembrar que a própria Microsoft começou “por baixo” nos periféricos, fabricando mouses e teclados, antes de arriscar o Zune ou o XBox.

Encerradas os especulações sobre o Google Phone, outros vêm à tona: há muito se fala num sistema operacional para computadores feito pelo Google e o desenvolvimento de programas e de um sistema para celulares pode ser o primeiro passo. Seria o primeiro grande concorrente open source para a Microsoft e para a Apple.

Fechar X
Sem mais artigos