A vida seria mais simples se as pessoas pudessem prever o sucesso ou fracasso de um relacionamento, não é? Pois o Facebook pode te ajudar com isso!

Jon Kleinberg, da Universidade de Cornell, e Lars Backstrom, engenheiro do Facebook, criaram uma pesquisa a fim de descobrir um novo olhar sobre os relacionamentos e conseguir determinar se eles podem ou não dar certo dependendo da quantidade de amigos que o casal têm em comum na rede social.

A partir disso, é analisada a taxa de “dispersão” do casal: quanto maior ela for, menos amigos o casal tinha em comum antes de se conhecer. Ou seja, se os namorados faziam parte de um mesmo círculo social antes de iniciarem o relacionamento, a taxa de dispersão é baixa.

De acordo com o estudo da dupla, quanto menor a taxa de dispersão, maior a chance de término.  O algoritmo não reconhece relações amorosas com pouca dispersão e, nesses casos, a chance de fracasso é 50% superior em comparação com os namoros mais dispersos.

Para chegar a essas conclusões, os autores fizeram levantamentos por dois anos, analisando 8,6 bilhões de conexões entre 1,3 milhão de pessoas, com ao menos 20 anos de idade. Eles conseguiram acertar em 60% dos casos, com algoritmo.

Assim, as relações duradouras parecem ser aquelas que expandem o universo de cada pessoa, ou seja, fazem com que ela crie conexões que antes não possuía.

Fechar X
Sem mais artigos