O Ministério do Turismo anunciou na segunda-feira (17) que providenciará aulas de inglês e espanhol para 300 mil profissionais do setor como parte dos preparativos para atender os turistas que virão ao Brasil para a Copa do Mundo de 2014.

Durante um discurso em um congresso do setor de hotelaria no Rio de Janeiro, o ministro do Turismo, Luiz Barretto, disse que o programa exigirá investimentos de R$ 15 milhões e será aplicado nas 12 cidades-sede da Copa e nos 65 principais destinos turísticos do país.

O público das aulas de idiomas será composto por funcionários de hotéis, bares e restaurantes, além de outras pessoas que trabalham diretamente com turistas, como os taxistas, explicou Barretto.

Segundo números do Governo federal, o Brasil deve receber cerca de 500 mil turistas estrangeiros durante a Copa de 2014.

Atualmente, o país recebe ao redor de seis milhões de visitantes estrangeiros por ano, procedentes principalmente da Argentina (18%), Estados Unidos (14%), Portugal (5%), Itália (5%), Chile (5%), Alemanha (5%), Uruguai (4,5%), Espanha (4%) e Paraguai (4%).

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) calcula que serão necessários investimentos da ordem de R$ 30 bilhões para a organização da Copa de 2014.

Além da construção de estádios e hotéis, este orçamento inclui os investimentos necessários para obras de infra-estrutura, programas de segurança e de formação de voluntários.

Fechar X
Sem mais artigos