Há 10 anos, o Instituto Columbine ostentava “apenas” o título de uma das melhores escolas de Ensino Médio dos Estados Unidos. Mas, em virtude dos estudantes Eric Harris e Dylan Klebold, o colégio deixou de ser apenas uma referência em termos educacionais e entrou para as sangrentas páginas policiais.

Com duas escopetas, uma pistola semi-automática e um rifle de assalto, Eric e Dylan mataram 13 pessoas e feriram outras 25 antes de se suicidarem. A tragédia só não foi maior porque as bombas caseiras que seriam utilizadas para um extermínio coletivo não funcionaram. Além de professores e funcionários, cerca de 2 mil alunos frequentavam as aulas do Instituto Columbine.

De qualquer modo, a pacífica e conservadora high school do Colorado entrava para a história como palco do maior atentado em uma escola do país. Anos mais tarde, na universidade de Virginia Tech, aconteceria uma tragédia ainda maior. Mas os tiros em Columbine não foram esquecidos tão cedo.

O massacre virou tema de documentário, série televisiva, milhares de estudos e reportagens que, de uma forma ou de outra, tentavam encontrar as motivações que levaram os jovens a cometer tamanha ação.

A explicação consensual diz que Eric e Dylan, geniosos alunos de classe média que preferiam a Internet às quadras de esporte, eram ridicularizados pelos alunos saradões, mais populares entre os corredores da escola. Assim, planejaram o ataque como forma de vingança. Na rede mundial de computadores, acharam a receita para fabricar as bombas caseiras enquanto mantinham um site com imagens de suásticas e apologias neonazistas. Coincidentemente ou não, o dia do ataque, 20 de abril, é o mesmo do nascimento de Adolf Hitler.

Ataques em escolas ocorreram antes, mas Columbine, além de ser o mais sangrento, parece ter inspirado outros episódios que vieram a ocorrer nos Estados Unidos e em outros países. O mais recente deles aconteceu na Alemanha, no início de março, e culminou na morte de 16 pessoas. Relembre alguns desses trágicos momentos:

2001
30 de março, EUA
Um estudante de 16 anos é morto a tiros no estacionamento de uma escola em Gary, no Estado de Indiana, por um ex-aluno do mesmo colégio.

2002
Janeiro, EUA
Um estudante expulso da faculdade de direito da Appalachian School of Law, em Grundy, no Estado da Virgínia, mata o reitor, um professor e um estudante, e fere outras três pessoas.

26 de abril, Alemanha
Em Erfurt, no leste do país, um homem armado abriu fogo depois de dizer que não faria um teste de matemática. No total, morreram 17 pessoas, além do atirador.

2003
24 de abril, EUA
Um estudante da 8ª série mata a tiros hoje o diretor de sua escola no Estado da Pensilvânia (nordeste dos EUA) e depois se suicida. O tiroteio ocorreu no restaurante da escola, cerca de 15 minutos antes do início das aulas.

2004
1º de setembro, Rússia
Rebeldes que lutam pela independência da Tchetchênia fazem mais de mil reféns na escola número um na cidade de Beslan. No ataque caótico, 333 deles –sendo ao menos 186 crianças– são mortos.

2005
22 de março, EUA
Ao menos sete pessoas morrem e outras 14 ficam feridas em um ataque cometido por um estudante na escola secundária Lake High School de Red Lake, cidade rural localizada no norte do Estado de Minnesota, nos EUA. O atirador se matou logo após o ataque.

2006
14 de janeiro, EUA
Um adolescente morre após ser atingido pela polícia enquanto apontava uma arma de brinquedo em uma escola em Penley, de Winter Springs, Flórida. O aluno trouxe uma arma de brinquedo para a escola e a usou contra colegas e professores, que pensavam ser um revólver de verdade. Ele foi morto por um policial quando apontou a arma para um funcionário da escola.

21 de março de 2005, EUA
Um estudante de 16 anos mata cinco estudantes, um professor e um segurança em uma escola da Reserva Indígena de Minnesota’s Red Lake. Ele também matou o avô e uma companheira em outro local da reserva.

13 de setembro de 2006, Canadá
Kimveer Gill abre fogo na faculdade Dawson College, de Montreal, deixando um estudante morto e 19 feridos. Gill se suicida depois de um confronto com a polícia.

27 de setembro, EUA
Um atirador invade uma sala de aula de uma escola em Bailey, no Colorado, fazendo um grupo de seis alunas reféns. Quando a polícia invade o local, Duane Morrison, 53, mata uma das reféns –uma adolescente de 16 anos– e, em seguida, se suicida. Segundo a polícia, todas as seis alunas foram molestadas e ao menos duas delas sofreram abusos sexuais.

2007
16 de abril, EUA
Armado, o jovem Seung-Hui Cho mata 32 pessoas e fere 15 na Virginia Tech University. Foi a maior chacina em uma universidade americana.

7 de novembro, Finlândia
O jovem Pekka-Eric Auvinen mata seis colegas, a enfermeira da escola e o diretor, e depois se suicida com um revólver na Jokela High School, próxima de Helsinque.

2008
8 de fevereiro, EUA
Uma estudante de enfermagem mata duas mulheres e depois se suicida na frente das colegas de classe na faculdade Louisiana Technical College na cidade de Baton Rouge.

14 de fevereiro, EUA
Um homem atira dentro de uma sala de aula lotada de estudantes na Universidade de Northern Illinois, perto de Chicago, matando cinco pessoas e ferindo 18. Depois, o homem comete suicídio.

23 de setembro, Finlândia
O estudante Matti Juhani Saari, 22, abre fogo em uma escola técnica em Kauhajoki, na Finlândia. Nove pessoas morreram.

2009
11 de março, Alemanha
O jovem Thomas Kretschmer invade sua antiga escola no município de Winnenden, próximo de Stuttgart, e mata 12 alunos. Na fuga, Kretschmer executa outras 3 pessoas e se suicida após ser encurralado pela polícia.

Fechar X
Sem mais artigos