Preocupado com o alto valor das dívidas do Guarani, cerca de R$50 milhões, o presidente do clube, Leonel Martins Oliveira, encontrou uma solução a curto prazo para acabar com as pendências do Brugre. Porém, a idéia do dirigente é um tanto inusitada: ganhar na loteria.

“Ninguém é santo aqui, mas vamos fazendo milagres e rezando. Mas a solução do Guarani é a médio prazo. Só acabaríamos com as dívidas se ganhassemos na mega-sena sozinho um prêmio de R$ 100 milhões”, disse ele em entrevista ao jornalista Rodolfo Brito.

Ciente de que a “solução” é quase impossível, Leonel já trabalha com a possibilidade de vender o maior patrimônio do Guarani, o Estádio Brinco de Ouro da Princesa.

“A solução é vender um patrimônio. A solução a curto prazo é esta (vender o estádio). Ninguém paga a dívida que o Guarani tem da noite para o dia com apenas os recursos do futebol. Acreditar (em vender o estádio), a gente acredita. Só não sabemos se será hoje, amanhã ou depois”, finalizou.

Fechar X