Acostumado a conquistar títulos, o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, parece ainda não ter engolido uma temporada sem taça alguma. Desta vez, em encontro entre os quatro grandes clubes da capital paulista, o homem forte do Morumbi resolveu encontrar culpados para o revés tricolor no Brasileiro: o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e o Botafogo.

Para Juvenal Juvêncio, as suspensões de três partidas aplicadas a Borges, Dagoberto e Jean (expulsos na partida contra o Grêmio, em Porto Alegre)  foram decisivas ao influenciarem na queda de rendimento do São Paulo na reta final da competição.

“Embora o São Paulo tenha muita força fora de campo, nessa hora valem mais o Rio de Janeiro e o Botafogo”, cutucou o dirigente, lembrando a situação do Fogão, que, na época, brigava desesperadamente contra o rebaixamento.

Fechar X
Sem mais artigos