Um preso conseguiu fugir do tribunal de Nova York em que é julgado por crimes de roubo porque estava bem vestido e foi confundido com um advogado, informou a edição eletrônica do jornal Daily News.

Ronald Tackman, de 54 anos, decidiu ir a uma de suas audiências com terno e gravata. Depois de se misturar entre outros detentos, ele foi confundido com um advogado e deixou tranquilamente o tribunal, sem levantar nenhuma suspeita da segurança do edifício.

“Não sei ele onde está, mas é um homem muito inteligente”, disse ao Daily News o advogado do foragido, Joseph Heinzmann.

A publicação também ouviu outra fonte, que destacou que, como Tackman estava muito bem vestido e tem a aparência de um típico americano branco, será muito difícil encontrá-lo.

Segundo essa fonte, que disse que o fugitivo não tem nenhuma marca que chame a atenção para o seu rosto, Tackman conseguiu “escapar do 13º andar do tribunal e, dois andares abaixo”, se uniu a um grupo de réus que esperava ser convocado para uma sala.

O oficial que tomava conta desses detentos achou que Tackman era um advogado, perguntou o que ele fazia ali e o convidou a se retirar, o que o fugitivo fez imediatamente antes que alguém se desse conta do erro.

Quando as autoridades notaram a ausência de Tackman, que é descrito como um preso não perigoso, fecharam o prédio e passaram mostrar uma foto dele a quem pudesse tê-lo visto.

“Este homem é uma lenda”, declarou ao jornal outra pessoa não identificada, que disse que Tackman já tinha tentado escapar várias vezes.

Fechar X
Sem mais artigos