A Torre Eiffel foi apagada nesta terça-feira (1º) durante cinco minutos, dentro de uma operação lançada pelo programa da ONU contra a aids (Unaids) para apagar as luzes de vários monumentos célebres em diversos países do mundo e, assim, lembrar a necessidade de lutar contra a doença.

O símbolo de Paris apagou sua iluminação às 18h30 (15h30 de Brasília) e voltou a brilhar na fria noite parisiense cinco minutos depois.

Por causa do Dia Mundial de Luta Contra a Aids, lembrado hoje, serão apagados também outros monumentos em outras cidades como o Empire State Building e a ponte do Brooklyn, em Nova York, destacou a Organização da ONU para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em comunicado.

Estes “apagões” ocorrem dentro da campanha Light for Rights, com a qual se quer chamar a atenção pública sobre a necessidade da universalização do acesso à prevenção e aos direitos humanos, tema da 22ª edição do Dia Mundial de Luta Contra a Aids, destacou a Unesco.

Fechar X
Sem mais artigos