Esqueça o dogão da van que para na frente da escola. Esqueça o cachorro quente de festa infantil. Estamos falando aqui do cachorro-quente mais caro do mundo, um prato gourmet, chique no úrtimo. O prato refinado custa US$ 69 (R$ 121) mas vai muito além da tradicional salsicha e purê.

Em homenagem ao Dia Nacional do Cachorro-Quente (23/07) nos Estados Unidos, o restaurante Serendipity 3 de Nova York resolveu fazer um lanche especial.O “requinte” é tão grande que inclui até fois gras, patê feito com o fígado de gansos torturados (que maldade…).

news, hot dog, cachorro-quente, alimentos, crianças, dia do cachorro quente, estados unidos, gourmet, culinária, gastronomia, fois gras, trufas, recorde, guinness (Foto: Reprodução/Faded Tribune)

Parece sanduíche de metro de festa na firma, mas é o cachorro-quente mais caro do mundo (Foto: Reprodução/Faded Tribune)

“Não é o dogão típico”, disse Joe Calderone, um dos proprietários. “São 31 centímetros de perfeição da carne, grelhado em óleo de trufas brancas, colocados em um pretzel torrado com manteiga de trufas brancas, e então é coberto com um medalhão de fois-gras de pato com trufas negras.

Por causa de tanta iguaria num prato só, o hot-dog especial recebeu o certificado do Guinness Book, o livro dos recordes por ser o cachorro-quente mas caro do mundo.

A cliente Trudy Tant, 49, foi a primeira a desembolsar os 69 dólares. Mas ele tem uma boa explicação para a extravagância culinária: “Você vai a uma churrascaria e gasta US$ 50 ou 60 por um bife, então o preço do hot-dog é bastante razoável. Ele pode ser dividido em duas pessoas que vão desfrutar bem, porque é muito rico”.

Por aqui a gente ainda fica com o dogão da esquina, caprichado no milho, vinagrete e batata-palha. Isso quando aceitar vale-refeição, senão a gente faz em casa que sai mais em conta.

Dá uma olhada no vídeo que nossos bróders do NY Daily News fizeram no dia do lançamento:

Fechar X
Sem mais artigos