O cantor haitiano Wyclef Jean afirmou, em sua primeira entrevista ao vivo desde que se registrou como candidato à Presidência de seu país para as eleições de novembro, que é a “voz da juventude” e da “neutralidade”.

No programa Larry King Live, da rede de televisão americana CNN, dirigido na noite desta quinta-feira por Wolf Blitzer, o músico afirmou: “sim, é a primeira vez que anuncio ao vivo que hoje fui (ao Conselho Eleitoral Provisório) e assinei, e me apresento como candidato à Presidência do Haiti”.

Wyclef Jean, de 40 anos, que nasceu no Haiti mas passou quase toda sua vida nos Estados Unidos, explicou que depois do trágico terremoto do dia 12 de janeiro, mais de 50% da população haitiana é jovem e tem agora a oportunidade de reconstruir o país “do zero”, de impulsionar uma educação verdadeira nos colégios, construir a infraestrutura necessária e criar empregos adequados e de qualidade.

O cantor, que disse ter sido “chamado pela juventude” a se apresentar como candidato presidencial nas eleições de 28 de novembro, afirma que representa a “novidade” e a “neutralidade”.

“Quando vejo o que se passou nos últimos 200 anos, tudo o que nossa gente sofreu, instabilidade política, golpe após golpe de Estado, ao minha candidatura há uma situação neutra, o que significa que eu, Wyclef Jean, posso me sentar para dialogar com qualquer partido político, pois sou neutro”, resumiu.

Fechar X
Sem mais artigos