Ela trabalha em um bar em Reading, Berkshire (Reino Unido), e tem um problemão: sempre que algum dos clientes ou vizinhos do estabelecimento resolvem colocar uma canção de Elvis Presley para tocar na jukebox, Jo Collings, 33 anos, começa a passar mal. Ela alega ter “alergia” ao cantor.

“Alguns dos moradores locais acham engraçado colocar uma música para tocar e me ver reagindo. Eles não percebem o quão assustador é para mim Sempre tento correr para o banheiro ou para o porão para me esconder”, conta em entrevista ao “The Sun”.

Segundo ela, o problema não é simplesmente não gostar do rei do rock. “Não é que eu apena s não goste das músicas. Eu me sinto trêmula e chorosa quando ouço as canções ou o vejo. Eu só preciso ouvir as primeiras palavras para sentir um medo terrível. Muitas vezes sinto dores de cabeça ou náuseas. Tem sido cada vez mais difícil lidar com isso nos últimos dez anos”, explica.

Ela não tem certeza de como desenvolveu a fobia, mas alguns médicos acreditam que ela possa ter tido algum tipo de incidente traumático ligado a Elvis no início de sua vida.
“Não importa que tipo de conexão possa ter ou não acontecido no passado. O que importa é a forma como ela lida com a ansiedade durante os acontecimentos do presente. Pensar e falar sobre o passado e analisa-lo é realmente uma distração da própria ansiedade. É nisso que ela precisa trabalhar”, explica o Dr. Clive Sherlock, psiquiatra consultado pelo “Daily Mail”.

A estranha história da moça que não pode com Elvis foi discutida durante um programa de TV na Inglaterra, na manhã desta segunda-feira (17).

Fechar X
Sem mais artigos