Uma mulher alega que seu olho foi devorado por um fungo em sua lente de contato. Jacqueline Stone, de 42 anos, passou 17 semanas internada depois de usar uma lente descartável por um dia. 

“Eu passei o dia sentindo um desconforto muito grande nos olhos. Quando tirei, a do lado esquerdo ficou preso ao meu olho”, contou ao “The Sun”.

Segundo ela, sua visão ficou turva e ela pingou um colírio receitado por um médico. Dois dias depois a agonia continuava e mais remédios foram indicados, sem sucesso. 

Conforme o relato da britânica para o canal de TV “A&E”, a dor que sentia era pior que um parto. “Eu estava gritando, quando meu filho de 15 anos chamou uma ambulância. Foi preciso aplicarem morfina, mas nada diminuía a dor. Eu preferiria dar à luz duas vezes a sentir o que senti. Parecia que um inseto estava comendo meu olho”, explicou.

Jacqueline passou por diversos especialistas no Reino Unido, num período de um mês, sem descobrir o que estava provocando o problema em seu olho, até que foi encaminhada para um hospital em Cambridge, onde foi diagnosticada com infeção causada pelo fungo fusarium.

Segundo os médicos, o fungo tinha comido três camadas do olho de Jacqueline, mais 70 nervos. A partir de então, ela começou um tratamento com remédios fortes, que causaram vômitos e até uma hemorragia interna. Foi quando precisaram recorrer às cirurgias.

Após 22 operações, os cirurgiões foram obrigados a remover o olho da britânica. “A infecção poderia ter me matado. Agora estou aterrorizada com a possibilidade do fungo voltar se eu ficar doente”, diz. 

A mulher está processando o fabricante a Alcon EyeCare UK Ltda, fabricante das lentes de contato, além de entrar com uma queixa contra os hospitais por onde passou sem obter sucesso no diagnóstico. 

Em nota, a empresa responsável pelo material, alegou ter aberto uma investigação, mas “não encontraram qualquer tipo de ligação entre o seu produto e a infecção de Jacqueline”. 

O fusarium é um fungo que pode causar infecções gravíssimas, como a de córnea, causando cegueira. Alguns dos sintomas incluem visão turva, secreção, inchaço, lágrimas, dor e sensibilidade à luz. Segundo os especialistas, para evitar esse tipo de problema, é preciso secar muito bem as mãos antes de manusear as lentes, nunca usar água de torneira, não nadar sem óculos ou entrar em banheiras com o acessório. 

Fechar X
Sem mais artigos