Feto de baleia

A organização conservacionista marinha Hard to Port compartilhou uma foto nas redes sociais mostrando funcionários da empresa Hvalur que arrastavam um feto morto de baleia que acabara de ser trazida para a costa.

Outras organizações conservacionistas, incluindo a Sea Shepherd, rapidamente compartilharam a foto que provocou uma indignação renovada sobre a caça às baleias.

A Hvalur está no centro da indignação internacional no início do verão no hemisfério norte, quando fotografias mostraram que seus baleeiros haviam capturado um raro híbrido de baleia azul.

Os híbridos de baleia azul-barbatana não são especificamente protegidos pela lei islandesa e também não são baleias comuns grávidas. A lei determina que é ilegal matar baleias amamentando. A carne da baleeira é vendida para o Japão.

Cena foi compartilhada por ativistas

O apoio à caça às baleias vem caindo rapidamente na Islândia nos últimos anos. Atualmente, apenas cerca de um terço da população apoia a caça à baleia. O ministro do Meio Ambiente e o primeiro-ministro da Islândia já disseram que gostariam que a lei permitindo a caça às baleias seja revisada depois que ela expirar no final do ano.

Veja na galeria fotos da baleia azul que também provocou indignação de ativistas pelos direitos animais.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos