Depois de arrastar milhares de pessoas em uma temporada de sucesso em São Paulo com tenda sempre cheia, ‘Amaluna’, do Cirque du Soleil, estreia no próximo dia 28 de dezembro no Rio de Janeiro, no Parque Olímpico.

Amaluna

Divulgação Amaluna

O espetáculo, que conta com 48 artistas em cena e apresenta um elenco majoritariamente feminino, a começar pela banda composta apenas por musicistas, conta a história da uma misteriosa ilha governada por deusas e guiada pelos ciclos da lua, enaltecendo a força e o empoderamento das mulheres. Com acrobacias e cenários de tirar o fôlego, ‘Amaluna’ estreou em Montreal em 2012 e, desde então, já passou por 30 cidades de 10 países diferentes e foi visto por mais de 4 milhões de espectadores.

Com números tão expressivos, você consegue imaginar a correria que rola nos bastidores dessa superprodução? Fomos atrás de 5 segredos que acontecem por trás da coxia! Confira!

 

1) Lavanderia

Número Peacock Dance

Divulgação Número Peacock Dance

‘Amaluna’ tem mais de 130 figurinos e todos eles são lavados diariamente ou semanalmente, após a apresentação. Cerca de 1.000 itens diferentes compõem os figurinos, como, por exemplo, pedras de Swarovski, tecidos naturais e sintéticos, entre outros.

 

2) Não acaba quando termina

Número Teeterboard

Divulgação Número Teeterboard

Toda a estrutura de ‘Amaluna’ precisa de tempo para ser montada e desmontada. São cinco dias para montar e três para desmontar toda a estrutura do Cirque, incluindo a instalação da Grande Tenda, a tenda VIP, as tendas de entrada e artística, bilheteria, escritórios administrativos, cozinha e refeitório. Um total de 85 carretas transportam as cerca de 2.000 toneladas de equipamentos com as quais a trupe viaja. Algumas dessas carretas são usadas como espaços de armazenamento e oficinas de trabalho. Seis geradores (350 kilowatts) fornecem eletricidade para a Grande Tenda e todo o complexo.

 

3) Haja comida!

Número Uneven Bars

Divulgação Número Uneven Bars

A cozinha e o refeitório são o coração do complexo circense. Elas não apenas servem entre 200 e 250 refeições por dia, seis dias por semana, como funcionam também como um dos principais pontos de encontro e descontração para o elenco e a equipe técnica. É lá que os artistas colocam o papo em dia. O cardápio é exposto em um quadro negro e muito bem cuidado pelo chefe de cozinha que acompanha a turnê. A cozinha emprega um gerente e 3 cozinheiros, que viajam com a turnê, e uma equipe local de 10 pessoas em cada cidade.

 

4) Silêncio

Número Balance Goddess

Divulgação Número Balance Goddess

No número de equilibrismo Balance Goddess o silêncio é absoluto entre os quase 2,5 mil espectadores. Até o ar-condicionado da tenda é desligado para ajudar na concentração da artista e evitar qualquer corrente de vento na frágil estrutura que está sendo montada.

 

5) Maquiagem DIY

Número Unicycle

Divulgação Número Unicycle

Não há maquiadores viajando com os diferentes espetáculos do Cirque du Soleil. Os próprios artistas são responsáveis por suas maquiagens. Por isso, antes de entrarem efetivamente para o show, eles passam um período no escritório central da companhia em Montreal para, além de treinarem seus números, aprenderem a maquiagem de seu personagem. Dependendo da complexidade, o processo pode demorar até 2 horas de dedicação antes de cada show.

Fechar X
Sem mais artigos