Se você é um apaixonado por vinis o que vamos mostrar aqui vão simplesmente fazer seu queixo cair. Já pensou em ter um vinil que você pode comer depois de ouvi-lo? Uma loucura muito grande?

Conheça primeiro o vinil de chocolate. Esse tipo de disco já existe faz um tempo e você pode realmente coloca-lo para tocar. “Algumas vezes a agulha acaba furando ele, mas geralmente você pode ouvir umas dez vezes”, conta Julia Drouhin, especialista neste tipo de vinil.

Chocolate vinil

E que tal ter em casa um vinil de raio-x? Também conhecido como ‘bone music’ (música de osso), são chapas de raio-x prensadas, que se transformam em discos. Essa técnica data de 1950, criada na antiga União Soviética. Naquela época, a música ocidental foi proibida , fazendo com que os fãs mais ardorosos de boogie woogie , jazz e rock ‘ n ‘ roll procurassem chapas de raio-x descartadas para fazer cópias baratas de seus álbuns favoritos.

vinal de raio-x

Um outro vinil bem diferentão e bastante estranho é o que é feito de nada menos do que sangue. O que pode ser mais estranho do que sangue de celebridades dentro de uma estrutura de acrílico? Pois é, em 2012, o Flaming Lips resolveu levar a ideia de fazer um vinil diferente para outro nível.

sangue montagem

O disco colaborativo Heady Fwends tem sangue humano em seu interior. O sangue é das pessoas que fazem parte do álbum como Chris Martin, Eryka Badu, Justin Vernon, entre outros. Apenas 10 cópias estão disponíveis no mundo e, ao que parece, todas estão na The Oklahoma Humane Society.

Outro vinil que chama a atenção pelo material que é feito é o de gelo. Este disco super legal da artista Katie Paterson contém água de geleiras. A superfície de gelo se dissolve lentamente, enquanto ele é riscado pela agulha.

gelo

O último vinil da lista é o holográfico e é o sonho de todo fã de Star Wars. Ele projeta hologramas da Millennium Falcon enquanto você escuta a música-tema de Star Wars. Quem quer um em casa neste momento?

19qpu8

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos