Taylor e Jordan

A jovem de 18 anos que empurrou sua amiga de uma ponte de 18 metros no estado de Washington, deixando-a com vários ferimentos, foi indiciada, acusada de negligência.

Os procuradores apresentaram a acusação na sexta (17), com uma declaração: “Está claro que Taylor Smith se envolveu em conduta que criou um risco substancial de morte e resultou em sérios danos físicos a Jordan Holgerson”.

A imprudência é considerada uma contravenção que é punível com até um ano de prisão e uma multa máxima de R$ 19 mil.

“Eu aceito as acusações de forma madura e tudo que posso fazer é esperar o melhor para Jordan e para mim”, disse Smith à ABC News.

Smith empurrou Holgerson, de 16 anos, de uma ponte sobre o Rio Lewis, no Parque Regional de Moulton Falls, perto de Vancouver, Washington, em 7 de agosto.

Holgerson mergulhou o equivalente a três andares antes de cair de barriga na água abaixo. Ela sofreu “ferimentos significativos”, incluindo seis costelas quebradas, um pulmão perfurado e bolhas de ar no peito, disseram autoridades.

O incidente foi capturado em um vídeo de celular que se tornou viral nas mídias sociais, mas que já foi removido. O vídeo da câmera de vigilância também mostra o momento em que Smith empurrou Holgerson da ponte.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos