Fechar X

Quem?!?! Humorista

DVD
Emílio: Aqui está ele: ator, humorista, comediante e vai gravar seu primeiro DVD de humor neste sábado em Floripa. Fábio Rabin.
Bola: É tonto ele, né?
Emílio: ô Rabin, por que Floripa?
Fábio Rabin: Olha, porque eu não sou bobo, né! Lá é um lugar que me deixa feliz. Tem mais a ver com esse lance de ser um lugar que eu me sinta mais à vontade para gravar um DVD, sem ser em São Paulo.
Emílio: Então você vai estar neste sábado, às 21 e 30, no Centro de Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina, certo?
Fábio Rabin: Exato!
Emílio: E lá vai ser gravado o DVD de uma vez só.
Fábio Rabin: Sim, lá vai ser gravado o DVD. E eu pretendo fazer de uma vez só, não quero que fique parando. Quero ensaiar uma vez e fazer um show só para a galera, assim. Emílio: E vai ser nesse sábado agora?
Fábio Rabin: Nesse sábado. Que, por sinal, é o meu aniversário. Vou fazer 30 anos.

MTV E DEMISSÃO
Emílio: E, como todo mundo sabe, você fazia as apresentações na MTV, no “Comédia MTV” junto com o Adnet e aquela galera lá. Mas agora você saiu da MTV, não foi?
Fábio Rabin: Agora eu saí da MTV. Meu contrato venceu depois do VMB e, como parou de gravar o “Comédia”, eu não tinha o que ficar fazendo lá. Na verdade, eu optei por sair também, tava meio chateado com algumas coisas… Até porque quando você é demitido você sente que não tem um clima…
Emílio: É, você fica chateado.
Bola: É normal, Rabin. Ninguém é demitido e fica feliz.
Emílio: Quando a gente é demitido, a gente xinga muito…
Fábio Rabin: A gente fica nervoso.
Emílio: A gente arruma até histórias sobre o lugar onde a gente trabalhou.
Bola: Eu xingo até hoje uma demissão.
Fábio Rabin: Mas na verdade, eu pedi pro meu contrato terminar antes, porque se o contrato termina em dezembro, você não tem tempo de correr atrás, assim.
Emílio: Mas as outras emissoras devem estar disputando você a tapas.
Fábio Rabin: Estão disputando a tapas, velho. Eu tê recebendo várias propostas aí pra trabalhar no Mc Donald’s e tal. E recebi aquele que eu chamo de e-mail maldito, que todo mundo que sai da MTV recebe. O título dele é TV Record. E agora eu to come medo já dessa ligação.

“ROAD MOVIES”
Emílio: E você ajudou a fazer o “Road Movies” também?
Bola: Era isso que eu queria saber.
Fábio Rabin: É, isso começou com o “Stand-up Trip”, né. Que foi esse negócio de fazer viagens e perguntar pra galera das cidades qual que é o humor local. Daí você chega em Manaus e os caras gostam que você fale mal de Belém do Pára. E em Belém doPará, eles gostam que você fale mal de Manaus. Parecido com a rixa que existe entre São Paulo e Rio de Janeiro.
Pior: Pessoal de Bauru que fala mal de Marília e vice-versa.
Fábio Rabin: Exatamente. Só que eu pensei em um negócio a mais também. Encontrei um produtor e a gente começou a fazer umas reportagens de rua para aumentar essa “pegada” do “Stand-up Trip” e fazer como se fosse uma pauta, só que mais livre. Então, por exemplo, a gente chega em Fortaleza, a capital do humor, e eu documentei como é difícil fazer um show de Stand-Up em um show de personagem dos caras.É impossível. Daí a gente também ia às ruas para saber se todo mundo era humorista, se pode fazer piada em enterro, com uma pegada meio Borat, assim. Que é esse humor de constrangimento, real.

Fechar X
Sem mais artigos