Reprodução/Gulf News

Uma mãe de Dubai queria deixar uma herança especial para os filhos e decidiu transcrever a Bíblia à mão. Mas o que seria um presente, transformou-se em um projeto familiar que pode entrar para o Guinness Book, o Livro dos Records.

Susan Varghese, o marido Manoj e os filhos Karun e Krupa se alternaram para reescrever o que pode se tornar a maior Bíblia escrita à mão do mundo. De acordo com o site Gulf News, o trabalho resultou em 1.500 páginas, tem 85,5 centímetros de comprimento, 60,7 cm de largura, 46,3 cm de espessura, pesa 151 quilos e levou 153 dias para ser finalizado.

O livro foi entregue à igreja Mar Thoma, localizada na cidade de Jebel Ali, nos Emirados Árabes, e foi aberto na última sexta-feira (15), em comemoração aos 50 anos do local.

Inicialmente, Susan pensou em reescrever a Bíblia em um caderno regular, mas Manoj teve a ideia de tentar colocar o projeto no Livro dos Records. Para isso, eles precisariam fazer algo grande.

“Eu passava de 12 a 15 horas, todos os dias, reescrevendo meticulosamente [as passagens] da Bíblia. Meus olhos chegavam a estremecer e minhas mãos doíam, mas durante o processo, a Bíblia falava comigo, me inspirava e me guiava”, relatou Susan, quem escreveu a maior parte, 66 livros ao todo.

De acordo com a família, o livro já foi medido e avaliado por um grafologista. O processo de escrita foi filmado e deverá ser enviado para os organizadores do Guinness Book a fim de completar a inscrição para este recorde.

Fechar X
Sem mais artigos