(Foto: reprodução/ CNN)

Abul Bajandar, de 28 anos, morador de uma pequena aldeia em Bangladesh, ficou conhecido como “homem-árvore” por causa de uma doença rara que provoca lesões semelhantes a galhos de árvores em suas mãos e pés.

Após passar por 25 intervenções cirúrgicas que vêm sendo feitas desde 2016, e pensar que o problema tinha desaparecido, Abul terá que ser operado novamente, pois as verrugas com aparências de árvores retornaram ao seu corpo.

Abul sofre de epidermodisplasia verruciforme há mais de duas décadas, informa a CNN. Sua condição é provocada por um problema imunológico que se manifesta por lesões na pele e aumenta o risco de desenvolver melanoma. Sendo assim, o rapaz não consegue fazer simples tarefas como comer ou tomar banho e precisa da ajuda da esposa e da mãe. Ele também passa a maior parte do tempo na cama.

“É um caso muito complicado”, diz Samanta Lal Sem, coordenadora da Unidade de Cirurgia Plástica e de Queimaduras da Faculdade de Medicina do Hospital de Dhaka. “Estávamos fazendo progressos, mas ele quis ir para casa. Pedi para que retornasse ao hospital, mas ele não quis”, conta à CNN. 

Abul terá que se submeter a pelo menos cinco ou seis novas operações, revela a especialista. “Ele voltou ao hospital no domingo (20) com a mãe. Devia ter vindo há seis meses. Veio muito tarde”. 

À agência espanhola EFE, Abul lamenta: “Eu estava bem depois da minha última operação, há seis meses. Mas, agora volto a sentir dor e não posso dobrar os dedos… Não sei se algum dia estarei curado e voltarei para casa ou para o trabalho”.

Fechar X
Fechar X