“Era um demônio, eu arranquei o coração”, disse o autor

A polícia de Campinas, interior de São Paulo, prendeu Caio Santos de Oliveira, de 20 anos, por ter matado uma transexual, na segunda (21). O corpo foi encontrado com o tórax aberto, sem o coração, e com uma santa sobre ele.

Caio confessou o assassinato e levou os oficiais até sua casa para mostrar o corpo da vítima e o coração dela, enrolado num pano.

“Era um demônio, eu arranquei o coração. É isso”, afirmou.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos