Pixabay

Um detento da cidade de Paraná, na Argentina, ganhou o direito de cumprir sua pena em regime domiciliar durante a quarentena do coronavírus. O problema é que ele não aguentou o período em casa porque brigava muito com a mulher e pediu para voltar ao regime fechado.

O preso é investigado por ligação com o tráfico de drogas. O seu advogado disse que o inusitado pedido é para tentar evitar atrito com a esposa. As informações são do canal local “9 Litoral”.

Em seguida, o advogado também explicou à reportagem do canal que mudou um pouco o pedido e tentou negociar para que seu cliente “possa pelo menos dar uma saidinha de até 100 metros de casa quando tiver discutido com a esposa”, sem que precisa voltar de fato à cadeia.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos