Um rapaz entrou na Justiça dos EUA contra os seus próprios pais após eles terem destruído sua coleção de pornografias durante uma mudança. Segundo o próprio filho, a coleção de filmes e brinquedos sexuais valia cerca de US$ 29 mil (R$ 112 mil).

Em e-mails que o site Sky News teve acesso, o filho de 40 anos afirma que após deixar a casa dos pais em Indiana e se mudar para Grand Haven, em Michigan, não teve mais acesso aos seus acessórios. “Se você tivesse um problema com meus pertences, você deveria ter dito isso na época e eu teria ido para outro lugar”, disse ao pai.

“Acredite ou não, uma das razões pelas quais eu destruí sua pornografia era por sua própria saúde mental e emocional. Eu teria feito o mesmo se tivesse encontrado um quilo de cocaína ou crack. Algum dia espero que você entenda… Fiz um grande favor ao me livrar de todas essas coisas”, disse no e-mail o pai, que afirmou ter jogado fora 12 caixas com filmes pornôs e acessórios.

O filho cobra US$ 87 mil (R$ 337 mil) pelos prejuízos. Nem o seu nome ou o dos seus pais foram revelados.

Fechar X
Fechar X