Um homem na Índia de 52 anos sofreu uma amputação de parte do seu pênis depois d0 órgão desenvolver uma gangrena, que surgiu após uma ereção de dois dias consecutivos.

Após sentir muitas dores por mais de 48 horas, o homem, que não teve sua identidade revelada, passou por uma drenagem de sangue no pênis. Entretanto, seus tecidos sanguíneos já estavam danificados e os médicos foram obrigados a remover a ponta do órgão após uma gangrena preta se formar.

Responsável pela operação, Saqib Mehdi deu detalhes do caso ao British Medical Journal. “Nós removemos o cateter uretral, mas ainda assim a cor preta da glande aumentou no dia seguinte e uma clara linha de demarcação se tornou visível entre ela e o eixo do pênis.”

Segundo informações do periódico, o homem voltou a urinar normalmente após três semanas. Mehdi alertou que caso o procedimento não tive sido feito, a gangrena poderia aumentar e ir para outros órgãos do paciente.

Ainda não se sabe o que causou o problema, chamada pelos médicos de priapismo, mas eles alertam que uma ereção contínua de mais de 48 horas é caso de emergência.

Fechar X

 

Fechar X
Sem mais artigos