Daniel Clavin, de 37 anos e pai de duas crianças, acordou após uma noite de bebedeira com soluços e desde então continua a tê-los. O problema é tão grave que o mantém acordado à noite e sua mulher já pediu para que ele durma em quarto separado, para que ela possa dormir.

Daniel passou por uma série de especialistas, fez duas endoscopias, uma tomografia computadorizada, mudou sua dieta, tomou tranquilizantes e até consultou um quiropata – tudo em vão.

O trabalhador da British Telecom está agora a espera de uma ressonância magnética temendo que os soluços possam ser algo mais sério.

“Os soluços tomaram conta da minha vida. Eu acordei de manhã, um dia, com eles e desde então não passaram. Eu não tenho ideia de como eles surgiram – eu bebi um pouco a mais numa noite, mas nada fora do comum”, explicou ao “Dailymail”. “Alguns dias são piores do que outros. Tem dias que eles ficam tão fortes que eu quase desmaio ou vomito. Acontece às vezes de eu  não conseguir respirar por quase 30 segundos porque eles trancam meu diafragma”, completou.

“Eles pararam por 10 dias e eu pensei que finalmente estava liberto. Mas voltaram em seguida, tão ruins como antes”, disse. O inglês decidiu fazer a ressonância magnética após tomar conhecido do caso do Chris Sands, de 29 anos, que teve soluços por 3 anos seguidos e após exames descobriu um tumor no cérebro. 

“Ele perde constantemente o fôlego e é difícil para qualquer um se concentrar perto dele. Os soluços deles me acordam no meio da noite”, disse a esposa de Daniel, de 38 anos. “Estamos desesperados para encontrar alguém que possa nos ajudar, porque os soluços estão arruinando nossas vidas”.

Fechar X
Sem mais artigos