Quem já viveu ou visitou Hong Kong sabe que a maioria das casas lá custa uma fortuna, sendo que o espaço é pequeno e compacto. A famosa cidade murada de Kowloon, uma antiga fortaleza militar chinesa, era um bom exemplo disso. Acabou sendo conhecida como a Cidade da Anarquia, por não ter governo, já que China e Reino Unido passaram a vê-la como um enclave. Também era chamada de Cidade das Trevas.

Ao longo dos anos, mais e mais pessoas foram para a cidade, se aproveitando da ausência do Estado. O lugar preservava ainda aspectos da China nos tempos antigos e chegava até a atrair turistas ingleses. Tanto, que a região ultrapassou a marca de 50 mil habitantes na década de 1990, com apenas 40 metros quadrados de espaço por pessoa.

Com o tempo, tanto o governo britânico quanto o chinês começaram a se incomodar com o povoado. A demolição da cidade murada aconteceu entre 1993 e 1994. As obras de construção do Parque da Cidade Murada de Kowloon começaram em seguida.

Fechar X
Sem mais artigos