Charlie e a mãe

Um menino de cinco anos disse à sua mãe “sinto muito por isso” antes de morrer em seus braços depois de uma batalha de dois anos contra o câncer.

O corajoso Charlie Proctor precisava de um transplante de fígado depois de ter sido diagnosticado com um tumor raro em 2016.

Sua luta corajosa contra a doença comoveu a Inglaterra, incluindo a popstar norte-americana Pink.

Seus pais Amber Schofield e Ben Proctor lançaram um apelo para arrecadar R$ 4,2 milhões (855 mil libras) para uma operação para ele nos Estados Unidos.

Mas no fim de semana, Amber confirmou que o filho havia dado seu último suspiro. A mãe, de Church, na Inglaterra, postou uma foto de Charlie com asas de anjo.

Apenas algumas horas antes, ela havia postado uma foto final comovente do jovem, dizendo que ele tinha dito a ela: “Mamãe, eu sinto muito por isso.”

Amber escreveu: “Ontem à noite, às 23:14, meu melhor amigo, meu mundo, Charlie, deu seu último suspiro.

“Ele adormeceu pacificamente abraçado em meus braços com os braços do papai em volta de nós. Nossos corações estão doendo. O mundo perdeu um garotinho incrível”, lamentou.

“Charlie, você me deu a chance de ser uma mãe. Você tem sido, não apenas nossa maior inspiração, mas você tem sido uma inspiração para milhares de pessoas em todo o mundo. Você me mostrou o que o amor realmente significa, Charlie. Agora é hora de voar, eu estou tão, tão orgulhoso de você. Você lutou com isso tão difícil. Meu amor, eu estou sofrendo muito. Eu sempre sentirei sua falta, sonhe, meu bebê”, completou.

Fechar X

 

Fechar X