Relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) concluiu que os meninos estão sendo forçados a violentar as próprias mães no Congo. O Conselho de Direitos Humanos da Organização disse ainda que estupros coletivos por gangues rivais se tornaram comuns na região, segundo informações do Metro UK e do New York Post.

A República Democrática do Congo vive uma violenta guerra civil desde 2016. Estima-se que mais de cinco mil pessoas tenham sido mortas e 1,4 milhões forçadas a se refugiar em outros países.

Fechar X
Sem mais artigos