Lysa Martin, de 42 anos, sonhava em ter uma filha e não desistiu até conseguir. Contudo, levaram 18 anos e seis gestações para que a obstinada inglesa conseguisse dar à luz a uma menina.

Ao Daily Mail, ela conta que precisou convencer o companheiro Mark Lendore a ter mais filhos. A última – e bem sucedida – tentativa foi antes de completar 40 anos de idade. “Eu me tornei obcecada, só conseguia pensar em ter uma menina. Eu queria uma filha e senti que não iria parar até tê-la”, relatou ao tabloide.

Por ser predominantemente masculina, a família acreditava que ela nunca teria uma garota: “isso só me deixou mais determinada a provar o contrário”. Para alcançar seu objetivo, Lysa testou várias dietas e simpatias as quais prometiam aumentar as chances de ter uma menina. A inglesa chegou a parar de comer seus alimentos preferidos e tinha datas exatas para transar.

A mãe de Lysa também queria uma neta. “Ela me perguntava se teria alguém para chamar de ‘sua Riyah’. Quando tive outro menino, apesar de amá-lo, fiquei triste por não realizar o desejo dela.” A avó faleceu quando Lysa estava grávida pela segunda vez e não chegou a conhecer a pequena.

A última gestação foi diferente para a inglesa. Apesar de não querer saber o sexo do bebê antes do nascimento, a médica deixou escapar um “ela” durante o ultrassom. “Meu coração disparou e tentei não ficar tão entusiasmada, caso algo desse errado e chegasse um menino.”

Agora, a família de Lysa é formada por Riyah, Rhys, de 22 anos, Recoe, 18, Romario, 15, Reyon, 9 e Rakai, 6. “Estou feliz, e meu pobre corpo também, que meu vício em ter filhos e obsessão por uma menina finalmente chegaram ao fim.”

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos