Margarita teve pedido de fiança negado e vai ter de cumprir a pena

Margarita Tomovska, de 28 anos, foi condenada a 18 meses de prisão por fugir da polícia a 228 km/h na Austrália e levar consigo a filha de apenas 3 anos no banco de trás. Sem cinto de segurança.

 

 

O caso aconteceu na cidade de Illawarra, que fica ao sul de Sydney. A polícia conta que quando conseguiu prender a mãe, se assustou com a garotinha sentada no banco de trás e com a reação de Margarita, que nem sequer demonstrou remorso.

 

A mulher dirigia uma Mercedes Benz avaliada em R$ 725 mil. A roupa com que Margarita estava vestida também chamou a atenção dos policiais, avaliada em R$ 42 mil. Ela já era conhecida nas redes sociais da cidade por usar artigos luxuosos.

 

Os advogados de Margarita tentaram no tribunal indicar que a cliente estava sendo obrigada a dirigir naquela velocidade por Christopher King, que estava no banco do passageiro. Ele era um dos homens mais procurados pela polícia local.

 

Mas a juíza Susan McGowan, responsável pelo caso, não se importou com o relato da defesa, proibiu o pagamento de fiança e ainda concedeu a pena. “Uma pessoa razoável agiria dessa maneira com uma garotinha no banco traseiro do carro?”, reagiu Susan. Christopher também está preso.

Fechar X
Sem mais artigos