Uma visitante do Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos, gravou na última sexta-feira (17) duas mulheres sendo perseguidas por um bisão. Enquanto uma consegue correr, a outra tropeça e quase sofre uma investida do animal.

O que freou o é que a visitante ficou quieta e se fingiu de morta logo que caiu. Cloie Musumecci, responsável por gravar o vídeo, relatou que a mulher saiu ilesa do episódio, que ocorreu na área do parque localizada no estado de Wyoming. O ponto turístico ainda compreende partes de Montana e Idaho.

Na gravação, as mulheres parecem estar bem perto de dois bisões. O parque alerta que visitantes devem ficar ao menos a 23 metros de distância de animais como esses, segundo relatou o site Today.

Quando os bisões começam a dar sinais de irritabilidade e saem correndo, as outras pessoas presentes berram e dizem repetidamente: “corram”. Quando a jovem tropeça, os gritos se intensificam e pedem para que ela “se finja de morta”.

O animal se aproxima da mulher caída, fica parado por uns instantes enquanto alguns parecem tentar distrai-lo. Graças ao truque de “se fingir de morta”, ele vai embora e as duas conseguem escapar.

Assista como foi este encontro:

Cloie afirmou que a visitante era residente de Montana, por isso sabia como agir na situação.

No entanto, nem todos têm a sorte de saírem ilesos de um ataque. Em Junho, uma senhora de 72 anos ficou ferida após se aproximar demais de um bisão para tirar fotos; em 2019, uma menina de 9 anos foi atirada para o alto após o grupo em que estava também chegar perto demais dos animais, segundo dados do Today.

“Bisões são animais selvagens que respondem às ameaças exibindo comportamentos agressivos, como bater as patas no chão, bufar, balançar a cabeça, fazer barulhos e levantar o rabo”, explicou em nota o biólogo de Yellowstone, Chris Geremia. Seu conselho é: ao ver esses sinais, afaste-se, pois o animal provavelmente atacará.

Fechar X
Sem mais artigos