O paramédico Chris James Nixon se surpreendeu ao achar um bilhete desagradável na ambulância onde, pouco antes, estava salvando a vida de uma menina que havia sofrido um sério trauma, de acordo com o jornal Metro. O motivo da queixa? A forma como o veículo foi estacionado.

O autor reclamou que a ambulância estava “no meio da rua” e descreveu a atitude como “espantosa”. Ele assinou o bilhete como “o morador que não consegue chegar em casa”:

“Tive que tirar fotos de você deixando a ambulância no meio da rua, quando não havia necessidade disso. Sua atitude é espantosa e você deveria ser responsabilizado pelas suas atitudes, ‘motorista profissional’. Assinado: morador que não consegue chegar em casa!”

Indignado, o paramédico postou a nota em sua rede social, “enquanto estava trabalhando para salvar a vida de uma menina na parte de trás da ambulância, um fã deixou esse bilhete no nosso para-brisa”. Segundo o Metro, Nixon conta que compartilhou o ocorrido para demonstrar a urgência e dificuldade da profissão.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos