Projeto do autônomo Mercedes-Benz F015

Os carros autônomos vão mudar a maneira como viajamos e trabalhamos. Mas, de acordo com pesquisadores que estudam as implicações potenciais dos veículos autônomos (VAs), eles também podem ter um impacto profundo em outro aspecto da vida: como fazemos sexo.

Um estudo recente concluiu que quase 60% de todos os americanos fizeram sexo em um carro. Essa tradição desgastada pelo tempo só pode aumentar quando você considera que carros autônomos são essencialmente salas privadas sobre rodas. É um insight que vem de um novo artigo publicado na revista Annals of Tourism Research, que revisou muitos estudos sobre cidades e veículos autônomos para identificar tendências em expansão.

Mercedes-Benz F015

Não é apenas o fato de os carros autônomos liberarem possíveis pilotos para outras atividades, como Cohen ressalta. É também que os próprios VAs serão melhor projetados para uma série de coisas, incluindo sexo. Esses espaços serão privados e confortáveis ​, muito longe do banco de trás apertado.

Embora pelo menos um grupo da indústria tenha apontado que os VAs serão usados ​​para o sexo, desde que o novo estudo foi publicado, Cohen tem respondido a perguntas sobre a ideia. Os fabricantes de carros podem até mesmo começar a repensar seu projeto de cabine com base na demanda. “É claro que o sexo vende e é provável que haja uma capitalização sobre isso em termos de interesse comercial”.

Para Cohen, ter os carros autônomos nas ruas, de fato, vai demorar um pouco. “Toda a discussão sobre VAs vem dominando as discussões sobre transporte de automóveis, isto é [previsto para] a década de 2040”, completou.

Fechar X
Fechar X