Um professor de administração da Universidade La Salle, na cidade de Filadélfia, Pensilvânia, foi suspenso de suas aulas depois de promover uma aula especial com a presença de strippers que dançaram no colo dos alunos.

Jack Rappaport, professor de estatística, organizou uma aula que daria créditos extra aos alunos com o tema “Aplicação da ética Platônica e Hegeliana no mercado“. Para isso ele contratou três strippers, e avisou aos alunos que participariam da aula.

Dois CDFs da turma reclamaram que a presença das dançarinas não era meramente ilustrativo, e que as dançarinas sentaram no colo de alunos. Os dois incomodados pediram anonimato depois de dar essas declarações ao Philadelphia City Paper. O jornal The Inquirer entrevistou outros anônimos que negaram a maliciosidade, alegando que as strippers apenas fizeram um número de dança sensual.

Cerca de 30 pessoas estiveram presentes à aula, entre eles duas alunas. Ninguém se surpreendeu com a presença das dançarinas, já que o professor sempre repetia que tinha fechado o contrato com elas.

Segundo as publicações, o professor Rappaport é lembrado pelos alunos com um cara estranho, que sempre falava de carteado, strippers, e corrida de cavalo para exemplificar sua matéria. Ele já teria levado os alunos para uma corrida de cavalos como parte da aula uma vez.

Quando a aula começa a ficar boa para a turma do fundão sempre tem algum nerd que atrapalha…

Fechar X
Sem mais artigos