Quando o assunto é gastronomia, São Paulo é considerada por muitos uma referência mundial. Só na capital paulista é possível encontrar comidas e restaurantes de todas as partes do mundo, inclusive, com pratos melhores do que os de sua origem verdadeira. E é lógico: tratando-se da cidade mais rica do Brasil, a maioria dessas opções são bem caras e não costumam ser acessíveis à toda a população. Contudo, ainda é possível encontrar um lugar onde se “bate um rango” do bom, gastando apenas de R$1.

Criado pelo Governo do Estado de São Paulo, o restaurante “Bom Prato” (e põe bom nisso) tem a proposta de alimentar a população de forma balanceada a um preço camarada. O custo real de cada refeição é R$ 3,25, mas o Governo do Estado subsidia R$ 2,25 desta quantia, fazendo com que o usuário tenha uma refeição completa pagando apenas R$1.

Para ver se a comida é realmente de qualidade, o Virgula nos mandou aproveitar essa pechincha e conferir o cardápio do restaurante. Chegamos ao “Bom Prato” por volta das 11h, pois como as refeições são contadas e a fila abre às 10h30, não dá para vacilar com o tempo: ao término das refeições servidas no dia (na unidade Liberdade são 1,8 mil diariamente), infelizmente, quem ainda estiver na fila, terá de se conformar e voltar no dia seguinte.

Logo na entrada, nos deparamos com uma organização digna de restaurantes normais, ou melhor, de estabelecimentos que não são mantidos pelo terceiro setor e que já carregam um certo preconceito por si só. Mais adiante, mais surpresas positivas. Pagamos nosso almoço e seguimos por uma fila disposta ao lado de pias e sabonetes líquidos para a higiene das mãos, provando que o lugar é mais limpo do que muita lanchonete bacana que existe por aí.

Na hora de preparar nossos pratos, fomos auxiliados por funcionários treinados e que nos serviram na hora, sem enrolação nenhuma. Vale lembrar que todos os dias os pratos são servidos de arroz, feijão, farinha de mandioca e pão. As carnes, saladas, legumes, sucos e frutas variam de acordo com o dia da semana. Demos sorte e, na quarta-feira em que nos aventuramos no “Bom Prato”, mandamos goela abaixo uma pratão de arroz, feijoada, farofa e salada, além do suco de abacaxi e de uma fruta como sobremesa.

Sinceramente? A comida deliciosa e o papo que tivemos com o pessoal que estava sentado em nossa mesa também só serviu para nos confirmar o que pudemos perceber através das primeiras garfadas: o “Bom Prato” é um sucesso e engana-se quem pensa que o restaurante popular só serve pessoas de baixa renda. Por lá, encontra-se de tudo um pouco. “Não tenho do que reclamar daqui. Sou estudante, não ganho bem e, nas redondezas, a gente acaba pagando mais caro em pratos sem a qualidade que encontramos aqui”, contou Sônia Regina Cruz, 29, estudante de Serviço Social.

Inclusive, é possível encontrar no “Bom Prato” verdadeiros fãs do restaurante. Veja só o caso do químico Marcio Guimarães, de 54 anos, que diz conhecer quase todas as unidades que existem na cidade. “Este aqui da Liberdade é um dos melhores. Além da qualidade da comida, é um lugar mais tranqüilo e menos agitado do que o da Rua 25 de março, por exemplo”, comentou Marcio.

Tá a fim de assistir à nossa aventura no Bom Prato? Clique e divirta-se

Serviço
O Bom Prato abre às 10h30 e vai até o término das refeições. Ao todo são servidas 42.320 refeições diariamente nas 30 unidades em todo Estado de São Paulo

Para mais informações, acesse o site www.codeagro.sp.gov.br/bom_prato/bom_prato.php

Bom Prato Liberdade
Rua Galvão Bueno, 747.

Fechar X
Sem mais artigos