O robô explorador Opportunity chegou à cratera de impacto marciana Endeavour após uma viagem de quase três anos e prestou homenagem a seu gêmeo Spirit, que foi identificado com um defeito e deixou a missão em maio, informou a Nasa (agência espacial americana) nesta quarta-feira.

O robô, que tem o tamanho de um carrinho de golfe, transmitiu em 9 de agosto sua chegada ao ponto conhecido como Spirit Point, na beira da cratera. O Opportunity alcançou o destino programado pelos cientistas da Nasa após percorrer 21 quilômetros desde a cratera Victoria, situada a 2,05° Sul e 5,5° Oeste, segundo dados da União Astronômica Internacional (IAU, da sigla em inglês).

“A Nasa continua escrevendo importantes capítulos na história da prospecção com descobrimentos em Marte e viaja para uma grande variedade de novos destinos”, disse o diretor da Nasa, Charles Bolden, em comunicado.

O diretor ressaltou que as descobertas e os dados enviados pelo robô marciano terão um “papel-chave” em uma possível futura missão tripulada ao planeta vermelho

A cratera Endeavour, com 22 quilômetros de diâmetro, é 25 vezes maior que o Victoria e os cientistas esperam ver rochas muito mais antigas que as até agora observadas pelo robô durante seus sete anos de missão em Marte.

“Vamos ter em breve a oportunidade de ver mostras de um tipo de rochas que o robô não tinha visto ainda”, indicou Matthew Golombek, membro da equipe científica desta missão, no Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da Nasa em Pasadena (Califórnia).

Segundo explicou, os minerais de argila se formam em condições de umidade que, de acordo com os dados enviados pelo Opportunity “podem dar mais detalhes sobre um entorno potencialmente habitável que parece ter sido muito diferente das rochas já encontradas”.

A Nasa lançou os robôs gêmeos Spirit e Opportunity no verão de 2003, com o objetivo de percorrer o planeta vermelho em dois pontos opostos.

Fechar X
Sem mais artigos