Fechar X

O fotógrafo russo Andre Ermolaev apaixonou-se pela Islândia, famosa por suas paisagens pra lá de exóticas, e decidiu registrar em imagens aéreas a beleza da fluência dos rios por leitos vulcânicos. De uma altura de cerca de 150 metros, ele faz fotos que, de tão surreais, parecem até pinturas. 

O resultado mostra que o efeito profundo dos vulcões, às vezes, é difícil de entender. É claro que existem as consequências óbvias do rescaldo de uma erupção: a rocha, a cinza, a lava e a destruição da paisagem. Mas o mais interessante é que esses fenômenos afetam a água ao seu redor. Vistos do alto, esse conjunto ganha um efeito psicodélico.

Com esse trabalho, Ermolaev nos faz lembrar que a Terra é espetacular, maravilhosa, dinâmica, e, mesmo para nós, que a habitamos, pode parecer tão estranha como qualquer outro planeta visto em um filme de ficção científica.

Fechar X
Sem mais artigos