Edward Snowden, o americano que vazou os programas de vigilância de comunicações do governo dos Estados Unidos, disse que não é “um herói nem um traidor”, em entrevista publicada nesta quarta-feira (12) pelo jornal de Hong Kong “South China Morning Post”, a primeira desde que revelou sua identidade.

Na entrevista, o ex-técnico da CIA afirmou que lutará contra qualquer tentativa de extradição e que sua intenção é pedir que os “tribunais e o povo de Hong Kong” decidam seu destino.

“Não estou aqui para me esconder da Justiça. Estou aqui para revelar delitos”, acrescentou Snowden, que na segunda-feira abandonou o hotel em que estava em Hong Kong e agora tem paradeiro desconhecido dentro da ex-colônia britânica.

Fechar X
Sem mais artigos