Nesta semana, a cidade industrial de Norilsk, na Sibéria, foi surpreendida com a aparição de um urso polar. Ele estava vagando nos subúrbios da região à procura de comida. Especialistas ainda não sabem como ele foi parar no local, já que seu habitat natural é na costa, a 800 km de distância.

Essa é a primeira aparição de um urso ao redor da cidade em 40 anos. “Ele está faminto, muito magro e abatido”, descreveu Oleg Krashevsky, especialista em vida animal, à CNN.  “Ele está procurando por comida. Quase não presta atenção às pessoas ou aos carros. Deve ser jovem e possivelmente se perdeu da mãe”.

Irina Yarinskaya, fotógrafa do jornal Zapolyarnaya Pravda, foi ao local tirar fotos do animal e relatou ao The Siberian Times que o urso “mal consegue manter seus olhos abertos, quase não consegue mais andar”.

Com o derretimento das geleiras nos mares do Ártico, devido às mudanças climáticas, a espécie é obrigada a encarar caminhadas cada vez mais longes para conseguir comida. “Ele provavelmente perdeu a orientação e foi a caminho do sul”, explicou Krashevsky.

Segunda a CNN, os moradores da área foram alertados a tomarem cuidado. Contudo, Krashevsky publicou em seu Instagram que muitas pessoas estão se aglomerando a poucos metros de distância do urso na tentativa de tirar uma foto. “O descuido das pessoas é impressionante, o urso polar é um dos grandes predadores do planeta. Parece que se não fosse pelos policiais, tentariam até abraçá-lo.”

Nesta quarta-feira (19), o especialista atualizou sua rede social e informou que as autoridades já chegaram no local para decidir o futuro do animal.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos