O portal WikiLeaks publicou na madrugada deste sábado (12) o primeiro vídeo do ex-técnico da CIA Edward Snowden desde que o americano obteve asilo temporário na Rússia após ter revelado a espionagem em massa e global dos serviços secretos dos Estados Unidos.

O vídeo foi feito na reunião realizada no dia 9 de outubro, em um lugar não revelado de Moscou, entre Snowden e outros quatro compatriotas que também informaram sobre práticas ilegais dos serviços secretos americanos. O encontro foi a primeira atividade divulgada de Snowden na Rússia desde que o técnico em informática conseguiu asilo no país em agosto.

Snowden afirma no vídeo que a falta de transparência dos Estados Unidos é “uma tendência nas relações entre os governantes e governados” em seu país.

Segundo Snowden, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos se “nega a processar altos funcionários que mentiram ao Congresso e ao país”, mas não hesita em perseguir “alguém que diz a verdade”.

“Existe um grande abismo entre os programas legais, a espionagem legítima, a polícia legítima. Mas há um tipo de vigilância em massa que põe toda a população sob o olhar de um grande olho que vê tudo, embora seja desnecessário”, afirma Snowden no vídeo da reunião.

O ex-funcionário da CIA chegou a Moscou em 23 de junho procedente de Hong Kong, para onde tinha ido fugindo da justiça americana após suas revelações.

Snowden teve que permanecer na zona de trânsito de um aeroporto moscovita por cinco semanas diante da impossibilidade de sair do país pois Washington cancelou seus documentos. Até que a Rússia lhe concedeu asilo, abrindo uma crise diplomática com os Estados Unidos.

Até hoje, WikiLeaks só tinha publicado, na quinta-feira passada (10), uma foto da reunião de Snowden com os quatro ex-informantes das atividades ilegais da Cia, NSA e do FBI e com a colaboradora do WikiLeaks Sarah Harrison.

No encontro, os ex-técnicos destes serviços secretos entregaram a Snowden o prêmio anual Sam Adams por ele ter revelado a trama de espionagem global realizada pela Cia.

Além disso, nesta sexta (11) foi divulgado que Snowden se reuniu em um lugar secreto de Moscou com seu pai, Lon, que chegou na capital russa na quinta-feira.

“O encontro já aconteceu e foi muito emotivo”, disse neste sábado uma fonte próxima ao caso citada pela agência local “Interfax“.

As primeiras palavras de Lon Snowden após sua chegada a Moscou foram de agradecimento à Rússia e ao seu presidente, Vladimir Putin, por acolher seu filho.

Lon Snowden disse que a Rússia é “um dos poucos lugares” onde seu filho pode “se sentir seguro”.

Fechar X
Sem mais artigos