Atrás da marquinha perfeita, mulheres aderem ao biquíni de esparadrapo

Por

Atualizado em 12/10/2017

Bronzeamento com biquíni de esparadrapo

Reprodução / Instagram Bronzeamento com biquíni de esparadrapo

Com a temperatura subindo e firmando em todo país, muita gente já está em busca de um corpo bronzeado. Na correria do dia a dia, quase sempre é impossível frequentar a praia ou a piscina, e a procura pelas clínicas de estética, que prometem a marquinha perfeita, aumenta nesse período. Seja na laje ou na cama de bronzeamento artificial, a técnica com biquíni de fita é a preferida da vez.

A modelo Fernanda Lacerda

Reprodução / Instagram A modelo Fernanda Lacerda

Leia mais

Em São Paulo, Natasha Mazzi, proprietária da clínica Mazzi e Mazzi, garante que dá para sair com a cor do verão logo no início: “É possível ver resultado na primeira sessão, mas para ter uma marca visível, recomendamos de 3 a 4 sessões com um intervalo de 3 dias cada uma. Depois, é importante manter a frequência de uma vez por mês para não perder o bronzeado”.

Na clínica frequentada por beldades como Juju Salimeni, repórter do ‘Legendários’ e Fernanda Lacerda, conhecida como a personagem Mendigata, a sessão custa a partir de 55 reais e dura, em média, 30 minutos. O biquíni de fita que lembra esparadrapo custa R$ 20.

A repórter e musa fitness Juju Salimeni

Reprodução / Instagram A repórter e musa fitness Juju Salimeni

Para quem prefere um resultado imediato, também é possível usar o biquíni especial e fazer bronzeamento a jato por R$ 150. A técnica já garante uma pele dourada na primeira sessão, no entanto, a tinta dura somente de 10 a 12 dias.

As clínicas Mazzi e Mazzi atuam com liberação judicial, têm autorização da Anvisa para funcionar, e também contam com um médico responsável pelos tratamentos dos clientes na equipe.

 

ALERTA DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA E DA ANVISA

Nós ouvimos a SBD. De acordo com a instituição, as câmaras de bronzeamento artificial são nocivas à saúde da pele e podem aumentar em 75% o risco de desenvolvimento de Melanoma Maligno, o mais agressivo dos cânceres de pele, além de provocar manchas escuras, rugas e ressecamento.

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o uso de máquinas de bronzeamento para fins estéticos segue proibido.

Sugerir correção

Relacionados ao assunto

Carregar mais

Comentários