O Sindicato dos Comerciários de São Paulo realizou nesta quarta-feira (12) um protesto contra o trabalho escravo em frente a loja da Schutz na Rua Oscar Freire, em São Paulo.

O Virgula Lifestyle estava no local e registrou a ação, que cobrou esclarecimentos sobre a descoberta de dezessete trabalhadores peruanos em situação de escravidão numa confecção no bairro de Cangaíba, na Zona Leste da capital paulista.  

O protesto, que durou cerca de uma hora, reuniu cerca de 20 pessoas que seguravam cartazes que diziam: “Lucrar com o trabalho escravo não é chique”. O movimento na loja de calçados não foi alterado, clientes entraram e saíram durante toda a manifestação.     

Investigação 

Segundo a fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), no local os trabalhadores eram vigiados por câmeras de segurança, faziam jornadas exaustivas, não tinham descanso semanal e apenas saiam da confecção para dormir num alojamento localizado do outro lado da rua, segundo relataram em depoimentos. 

Nota da Schutz 

Em nota divulgada à imprensa, a Schutz diz que está à disposição das autoridades para esclarecer o caso. 

“A Schutz repudia qualquer violação a leis trabalhistas ou aos direitos humanos, e está à inteira disposição das autoridades para colaborar com quaisquer esclarecimentos”. 

Fechar X
Sem mais artigos