Uma marca de cosméticos decidiu dar um passo assertivo em apoio aos protestos antirracistas nos Estados Unidos. A empresa Lipslut anunciou que reverterá 100% das vendas desta semana para as organizações como Black Lives Matter, Equal Justice Initiative e o Fundo de Defesa Legal da NAACP.

A marca já tem um histórico político: foi criada após a eleição do controverso presidente estadunidense Donald Trump, os nomes de seus batons são ácidas críticas e durante uma semana de Março, doou todos os seus lucros a organizações que estavam na linha de frente contra o coronavírus. Agora, visa ajudar a fortalecer o movimento por justiça racial.

“Vivemos em um país onde o racismo é a regra”, explicou a fundadora da Lipslut Katie Sones ao site Insider. “É um fator da vida americana que tem sido varrido para debaixo do tapete. Honestamente, nossa história de injustiça racial é uma vergonha nacional que precisamos confrontar”, explicou.

Em sua opinião, é responsabilidade de todos lutar por direitos igualitários. “Além de contribuir com os fundos, espero que a plataforma e comunidade da Lipslut possam trabalhar para educar e informar aos americanos sobre a realidade que nossos companheiros vivem”.

Entre os batons que terão os lucros revertidos para a causa antirracista, estão alguns com nomes bem ácidos, como “Fod*-se Hollywood”, “Impeach” (uma alusão à palavra “impeachment”) e o clássico da marca “Fod*-se Trump”.

Fechar X
Sem mais artigos