nevermind_109863-1920x1200

Talvez você não se lembre do nome Spencer Elden, mas com certeza já viu uma foto dele. Spencer é um dos bebês mais famosos do mundo. É a criança da capa de Nevermind, o clássico álbum do Nirvana e da geração grunge, lançado em 1991.

Hoje, o rapaz tem 23 anos, estuda arte, possui várias tattoos e ouve death metal. Em entrevista ao The Guardian, ele abriu o baú da memória, comentou sobre a icônica foto dele bebezinho na piscina, e revelou algumas histórias de família. Saiba dos detalhes de como tudo rolou:

“Minha mãe tem uma história maluca. Quando ela era jovem, dizia que teve algum tipo de visão em que o bebê ia ser visto em todos os lugares. Daí ela começou a tirar fotos minhas e dava para os irmãos e amigos. De repente aconteceu de fazer esta capa do Nevermind e minha foto estava por toda parte.”

“Meus pais sabiam quem era o Nirvana, mas não faziam parte da cena grunge. Eu tinha quatro meses de idade e meu pai estava frequentando uma escola de arte na época, e seus amigos, muitas vezes pediam ajuda a ele com seus projetos. Então, seu amigo, o fotógrafo Kirk Weddle, ligou para ele e disse: ‘Você quer ganhar um dinheiro hoje? É só colocar o seu filho numa piscina?’ E ele concordou. Meus pais me levaram lá, tiraram algumas fotos e me puxaram para fora. E foi isso. Eles ganharam 200 dólares. Não é grande coisa.”

S5LPG59

“Weddle tinha pesquisado uma quantidade de bebês até encontrar a imagem certa, e ele acabou me escolhendo. Eu acho que é por causa do meu pênis – os outros bebês eram meninas. Sou feliz por ele ter me escolhido. E eu também agradeço que não foi para um álbum dos Backstreet Boys.”

“Ouvi dizer que originalmente a banda queria que a imagem fosse de uma mulher dando à luz sob a água, mas a gravadora achou que seria um pouco ‘demais’. Então eles gostaram da ideia de um bebê nadando para pegar uma nota de um dólar. As pessoas têm interpretado de forma diferente. Eu acho que a capa é sobre um abandono de inocência e todo mundo correndo atrás de dinheiro, mais cedo e mais rápido.”

“É uma coisa estranha pra mim fazer parte de uma imagem tão culturalmente icônica. Mas tem sido sempre positivo e me abriu várias portas. Essa história me deu a oportunidade de trabalhar com Shepard Fairey durante cinco anos, o que foi uma experiência incrível. Ele é um grande apreciador de música e quando soube que eu era o “bebê Nirvana”, gostou muito.

1374897_638655036174656_160202125_n

Spencer hoje (crédito: reprodução/Facebook)

“Tudo isso me ajuda com as garotas também. Eu não digo à elas que sou eu, e meus amigos se vangloriam mais do que eu. Eu nunca iria até alguém usando uma camiseta do Nirvana e dizer: ‘Ei, sou eu’, mas uma vez fui reconhecido por um fã em Veneza. Um cara italiano me parou e disse: ‘Você é o bebê Nirvana, cara!’. Eu achei a coisa mais louca. Não sei como é que alguém iria me reconhecer.”

“Eu posso ter o pênis mais famoso da indústria da música, mas ninguém jamais saberia disso apenas olhando pra mim. Mais cedo ou mais tarde, eu gostaria de refazer um ensaio atual da foto, completamente nu. Por que não? Eu acho que seria divertido.”

10600495_817258351647656_9143538633533839453_n

Spencer fazendo uma selfie (crédito: reprodução/Facebook)

A capa de Nevermind é tão famosa que quase TODO artista que é envolvido com cultura pop já fez a sua versão. Dá uma olhada em algumas delas:

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos